O que saber sobre uma infecção no pé

By | Agosto 30, 2019

Lesões nos pés podem causar infecções dolorosas e dificultar a caminhada. Existem vários tipos de lesões nos pés que podem causar uma infecção, incluindo cortes e bolhas.
Os pés são vulneráveis ​​a infecções, pois usar meias e sapatos pode criar um ambiente úmido para o crescimento de bactérias e fungos.

No entanto, andar descalço pode infectar uma lesão no pé.

O cuidado e o tratamento adequados dos pés podem ajudar a impedir que as infecções nos pés se tornem mais graves.

O que saber sobre uma infecção no pé

O que saber sobre uma infecção no pé

Os sintomas

A maioria dos tipos de infecção no pé causa sintomas. Estes podem incluir:

  • Vermelhidão e calor ao redor da área afetada.
  • Pus amarelo ou verde.
  • Mau cheiro.
  • Inchaço
  • Descoloração vermelha ou marrom.
  • Dor
  • Dificuldade para andar

Tipo

Todos os tipos de infecção no pé tendem a compartilhar sintomas semelhantes, mas existem várias maneiras pelas quais um pé pode ser infectado.

A seguir estão alguns tipos diferentes de infecção nos pés, juntamente com conselhos sobre como tratá-los:

Bolhas infectadas

Bolhas são pequenos sacos de líquido que podem se desenvolver como resultado do atrito. Isso pode ser o resultado do uso de sapatos muito apertados.

A maioria das bolhas curará em alguns dias sem complicações. É melhor evitar pegar ou estourar uma bolha, pois isso pode aumentar o risco de infecção. Use um molde ou uma compressa para cobrir o blister e evitar esfregar contra qualquer superfície ou calçado.

Tratamento

Se a bolha for infectada, o médico geralmente a tratará com antibióticos.

Infecções de feridas

As feridas podem ser infectadas se as bactérias entrarem no corpo através de lágrimas na pele. Isso pode causar uma infecção na pele que pode variar de leve a grave.

Tratamento

Cobrir a ferida com gesso ajudará a protegê-la de bactérias e outros germes. Se a ferida for infectada, o médico geralmente a tratará com antibióticos.

Infecções fúngicas

As bactérias podem causar muitas infecções de pele, mas os fungos são outra causa possível de infecção no pé.

Os fungos prosperam em ambientes quentes e úmidos, como piscinas, vestiários e chuveiros. Visitar esses lugares regularmente sem calçado adequado pode causar uma infecção fúngica nos pés.

Um tipo comum de infecção fúngica é o pé de atleta. O pé de atleta, ou tinea pedis, geralmente se desenvolve entre os dedos. Infecções fúngicas também podem afetar as unhas dos pés. Isso faz com que descoloram e adquiram uma aparência grossa e quebradiça.

Tratamento

É possível tratar a maioria dos casos leves de pé de atleta usando cremes e géis vendidos sem receita, como o econazol.

Para infecções fúngicas graves, um médico pode prescrever medicamentos antifúngicos mais fortes.

Celulite

A celulite ocorre quando uma infecção bacteriana atinge as camadas mais profundas da pele.

A Academia Americana de Dermatologia sugere que as pessoas com celulite recebam tratamento imediato de um médico. A infecção pode se tornar grave rapidamente e causar complicações como sepse.

Tratamento

Se uma pessoa recebe medicamentos antibióticos cedo o suficiente, a infecção geralmente responde bem ao tratamento e deve ser reduzida.

Infecções de unha encravada

Uma unha encravada ocorre quando uma unha corta a pele ao redor. As bactérias podem entrar por essa ruptura na pele e causar uma infecção.

Tratamento

As unhas encravadas podem ser dolorosas, e é importante consultar um médico se alguém ficar infectado. Na maioria dos casos, os antibióticos podem tratar a doença sem complicações.

Além disso, o Colégio Americano de Cirurgiões de Pé e Tornozelo recomenda massagear suavemente a área ou usar sal Epsom para ajudar com a dor. Eles sugerem não colocar algodão sob a unha, pois isso também pode causar infecção.

Diabetes e infecções nos pés

Pessoas com diabetes correm mais risco de desenvolver uma infecção no pé do que pessoas sem diabetes. Isso ocorre porque o diabetes danifica os nervos dos pés, o que pode impedir as pessoas de perceberem feridas nessa área do corpo.

O diabetes também pode reduzir o fluxo sanguíneo para os pés, dificultando a cicatrização de feridas e infecções no corpo.

Uma infecção no pé pode se tornar grave se uma pessoa tem diabetes. A cura pode demorar muito tempo e até causar gangrena. Nos casos mais graves, isso pode exigir amputação.

Tratamento

Quando as bactérias são responsáveis ​​pela infecção, um médico a tratará com antibióticos.

É importante manter a ferida limpa. A remoção de qualquer tecido danificado ajudará a impedir que a infecção se espalhe ainda mais.

Fatores de Risco

Existem vários fatores que podem aumentar o risco de infecção nos pés de uma pessoa, incluindo:

  • Ter uma doença de pele que causa lágrimas na pele, como eczema e psoríase.
  • Ter um sistema imunológico enfraquecido, como HIV ou diabetes.
  • Use piscinas, banheiros públicos ou vestiários sem calçados adequados.
  • Use sapatos do tamanho errado.
  • Corte as unhas dos pés desigualmente.
  • Não mantenha os pés limpos.
  • Use os mesmos sapatos com muita frequência.
  • Compartilhe toalhas, cortadores de unhas ou limas para pés com outras pessoas.
  • Não trate e cubra bolhas ou feridas nos pés.

conclusão

A maioria das pessoas que recebem tratamento para infecções menores nos pés pode esperar se recuperar sem complicações. No entanto, alguns tipos de infecção nos pés, como a celulite, requerem atenção médica imediata.

Infecções nos pés podem ter sérias conseqüências, como gangrena, para pessoas com diabetes. Por esse motivo, eles devem tomar cuidado especial para evitar infecções nos pés.

Consulte um médico se ocorrerem alterações na pele ou nas unhas dos pés. O tratamento precoce de infecções aumenta as chances de um bom resultado.

Autor: Equipe Editorial

Em nossa equipe editorial, empregamos três equipes de redatores, cada uma liderada por um líder de equipe experiente, responsável por pesquisar, escrever, editar e publicar conteúdo original para diferentes sites. Cada membro da equipe é altamente treinado e experiente. De fato, nossos escritores foram repórteres, professores, redatores e profissionais de saúde, e cada um deles possui pelo menos um diploma de bacharel em inglês, medicina, jornalismo ou outro campo relevante relacionado à saúde. Também temos vários colaboradores internacionais aos quais é designado um escritor ou equipe de escritores que servem como ponto de contato em nossos escritórios. Essa acessibilidade e relação de trabalho são importantes porque nossos colaboradores sabem que podem acessar nossos escritores quando tiverem perguntas sobre o site e o conteúdo de cada mês. Além disso, se você precisar conversar com o escritor da sua conta, sempre poderá enviar um e-mail, ligar ou marcar uma consulta. Para obter mais informações sobre nossa equipe de redatores, como se tornar um colaborador e, principalmente, nosso processo de redação, Contato hoje e agende uma consulta.

Comentários estão fechados.