Como parar de ficar doente

By | Junho 24, 2019

Estresse crônico ou falta de sono são fatores que muitas vezes podem levar as pessoas a continuarem doentes. Embora simples mudanças no estilo de vida às vezes sejam suficientes para melhorar esses problemas, nem sempre é o caso.

Ficar freqüentemente doente pode ser prejudicial e desconfortável. Também pode levar a complicações de saúde mais graves ao longo do tempo. Por esse motivo, é importante identificar as causas de doenças frequentes e tratá-las de forma eficaz.

Neste artigo, discutimos alguns motivos comuns pelos quais as pessoas ficam doentes e explicamos o que fazer sobre isso.

Como parar de ficar doente

Como parar de ficar doente

Estresse

O estresse faz parte da vida cotidiana da maioria das pessoas. No entanto, o estresse crônico persiste com o tempo e pode afetar negativamente a saúde.

Com o tempo, o estresse persistente pode contribuir para o desenvolvimento de várias condições crônicas de saúde. Essas condições variam de doenças cardíacas a depressão.

O estresse crônico também pode causar uma variedade de sintomas, incluindo:

  • Dores de cabeça.
  • Irritabilidade
  • Fadiga.
  • Problemas de atenção
  • Problemas para dormir
  • Problemas Digestivos
  • Pensamentos rápidos, desorganizados.
  • Infecções e doenças frequentes.

Enfrentar o estresse crônico envolve identificar e abordar as principais causas do estresse, o que pode ser um desafio e exigir mudanças significativas na vida, como encontrar um emprego diferente ou encerrar um relacionamento existente.

Alguns outros métodos de redução de estresse incluem:

  • Exercício
  • Meditação da atenção plena.
  • Uma dieta saudável
  • Terapias da fala, como terapia cognitivo-comportamental (TCC).

Distúrbios do sistema imunológico

Muitos distúrbios podem afetar o sistema imunológico, que é um conjunto de órgãos, tecidos e células que trabalham juntos para defender o corpo contra infecções e doenças. Vários problemas podem ocorrer com o sistema imunológico e isso pode ser devido a:

  • Anomalias congênitas
  • Uma doença que enfraquece o sistema imunológico, como o HIV.
  • Um sistema imunológico hiperativo, que pode causar reações alérgicas.
  • Uma falha que faz com que o sistema imunológico ataque tecidos saudáveis, como um distúrbio autoimune.

É possível adoecer regularmente quando o sistema imunológico não funciona corretamente. A razão para isso é que o corpo não pode combater adequadamente germes, como bactérias.

Se ocorrer uma infecção, a recuperação pode demorar mais que o normal. É possível adquirir outra doença durante esse período, o que pode causar uma constante sensação de desconforto.

Será necessário tratar qualquer doença que afete o sistema imunológico, e isso geralmente envolve diferentes tipos de medicamentos.

Muitos fabricantes fabricam produtos que, segundo eles, podem impulsionar o sistema imunológico, mas é muito difícil promover sua atividade. Beber um tipo específico de chá ou tomar suplementos não afetará seu funcionamento.

Levar um estilo de vida saudável é a melhor maneira de apoiar o sistema imunológico. Isso pode incluir:

  • Coma uma dieta nutritiva.
  • Exercite-se regularmente
  • Evite disparadores de estresse quando possível.
  • Dormir o suficiente.
  • Evite tabaco
  • Abster-se de álcool ou beber com moderação.
  • Alcançar e manter um peso saudável.

Dormir

O sono desempenha um papel importante na saúde.

O corpo usa seu tempo de sono para se recuperar e descansar para se preparar para o dia seguinte. Não dormir o suficiente pode interromper esse processo e ter consequências para o dia seguinte. A privação do sono pode causar:

  • Irritabilidade
  • Dificuldade em processar pensamentos.
  • Incapacidade de se concentrar.
  • Sonolência
  • Microsueños, que são episódios de adormecer brevemente enquanto acordados.
  • Sentimentos de depressão e ansiedade.

Com o tempo, a falta de sono pode ter consequências mais graves. É possível que a falta de sono aumente o risco de:

  • Obesidade
  • Diabetes.
  • Doença do coração.
  • Pressão alta
  • Depressão.
  • Sistema imunológico enfraquecido

Transtornos de ansiedade

Os transtornos de ansiedade são um grupo de condições comuns de saúde mental que afetam aproximadamente 19,1 por cento dos adultos a cada ano. Existem vários tipos de transtornos de ansiedade, mas eles compartilham o mesmo sintoma principal de um estado de preocupação ou pânico excessivo.

Os transtornos de ansiedade podem afetar o corpo de várias maneiras que podem contribuir para doenças recorrentes. Por exemplo, distúrbios de ansiedade podem causar:

  • Fadiga.
  • Tensão muscular
  • Dificuldade para se concentrar
  • Suor
  • Palpitações cardíacas ou batimentos cardíacos acelerados.
  • Tremor
  • Falta de ar
  • Irritabilidade

Por períodos prolongados, um distúrbio de ansiedade também pode levar a complicações de saúde física. Por exemplo, pessoas com transtornos de ansiedade têm um risco aumentado de doença cardíaca e morte prematura.

Existem muitos tratamentos diferentes para transtornos de ansiedade. Terapias de conversação, como a TCC, são uma opção. Antidepressivos, betabloqueadores ou outros medicamentos também podem ajudar com sintomas de ansiedade.

A pesquisa também mostra que participar de meditação consciente ou atividade física pode beneficiar pessoas com transtornos de ansiedade.

conclusão

Freqüentemente, adoecer pode ter uma variedade de causas, como estresse e falta de sono. Mudanças no estilo de vida podem ser suficientes para evitar essas causas em alguns casos.

Se uma pessoa continuar a ficar doente devido a uma condição subjacente, como uma doença auto-imune ou um distúrbio de ansiedade, o tratamento da condição pode reduzir a frequência da doença.

Levar um estilo de vida saudável que inclua exercícios, controle do estresse, sono adequado e nutrição adequada pode ajudar a evitar vários fatores que impedem as pessoas de ficarem doentes.

Autor: Equipe Editorial

Em nossa equipe editorial, empregamos três equipes de redatores, cada uma liderada por um líder de equipe experiente, responsável por pesquisar, escrever, editar e publicar conteúdo original para diferentes sites. Cada membro da equipe é altamente treinado e experiente. De fato, nossos escritores foram repórteres, professores, redatores e profissionais de saúde, e cada um deles possui pelo menos um diploma de bacharel em inglês, medicina, jornalismo ou outro campo relevante relacionado à saúde. Também temos vários colaboradores internacionais aos quais é designado um escritor ou equipe de escritores que servem como ponto de contato em nossos escritórios. Essa acessibilidade e relação de trabalho são importantes porque nossos colaboradores sabem que podem acessar nossos escritores quando tiverem perguntas sobre o site e o conteúdo de cada mês. Além disso, se você precisar conversar com o escritor da sua conta, sempre poderá enviar um e-mail, ligar ou marcar uma consulta. Para obter mais informações sobre nossa equipe de redatores, como se tornar um colaborador e, principalmente, nosso processo de redação, Contato hoje e agende uma consulta.

Deixar uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

* Copie esta senha *

* Digite ou cole a senha aqui *