Pular para o conteúdo
O Blog de saúde | Suplementos esportivos

O álcool causa sangramento?

O álcool causa sangramento?

Enquanto que um copo de vinho por dia pode ter efeitos benéficos para a saúde, o consumo moderado e severo de álcool pode causar problemas relacionados com vários sistemas de órgãos.

O álcool causa sangramento?
O álcool causa sangramento?

Algumas manifestações do abuso do álcool ocorrem somente após o uso a longo prazo, mas há efeitos colaterais sérios que podem aparecer após um único uso. Aqui discutimos se o consumo de álcool está relacionado com um maior risco de sangramento, conforme relatado por algumas pessoas.

Álcool e coagulação do sangue

Existe evidência científica de que o álcool pode suprimir a função das plaquetas, que são importantes durante a primeira fase de formação de coágulos sanguíneos. Até mesmo o consumo moderado de álcool pode fazer com que as plaquetas sejam menos capazes de “degola” juntas e formar coágulos de sangue. Este é o mecanismo anti-agregação, semelhante aos efeitos da aspirina. O álcool tem efeitos polêmicos sobre a saúde dos vasos sanguíneos e o sistema cardiovascular em geral. Tem sido demonstrado que as pessoas com consumo moderado de álcool tem lesão aterosclerótica menos acentuadas em seus vasos sanguíneos. Isso pode ser benéfico para a prevenção do ataque cardíaco e o acidente vascular cerebral isquêmico (acidente vascular cerebral devido a um copo de sangue coagulado no cérebro), mas pode aumentar o risco de acidente vascular cerebral hemorrágico (acidente vascular cerebral devido à ruptura de um vaso sanguíneo no cérebro).

O consumo moderado de álcool pode ser considerado como um potencial “anticoagulante”.

Tipos comuns de sangramento no abuso de álcool crônico

O abuso crônico de álcool, assim como o consumo excessivo de álcool pode afetar a função hepática, o que leva a muitos problemas sistêmicos. O fígado é o principal órgão para a transformação e eliminação de toxinas exógenas e endógenas, mas depois do consumo excessivo de álcool, o fígado está muito ocupado degradar o álcool, por que as toxinas permanecem no corpo por mais tempo. O dano hepático pode progredir para cirrose, que é uma condição irreversível. O fluxo de sangue através do fígado danificado é interrompido, e causa a doença chamada hipertensão portal. A hipertensão portal conduz, então, à imagem das veias esofágicas chamadas varizes. A ruptura das varizes é, muitas vezes, abrupta e, em muitos casos, pode causar a morte devido ao sangramento excessivo.

O álcool atua sobre a mucosa do estômago, causando micro lesões e inflamação (gastrite crónica). A gastrite crônica pode produzir hemorragias, que se manifesta como fezes escuras ou vômitos de sangue. Se já houver um problema gastrointestinal existente (gastrite, úlcera péptica, câncer de cólon, etc.), o álcool pode piorar a apresentação clínica e o prognóstico da doença principal.

O sangramento de outras partes do corpo, exceto do trato gastrointestinal é incomum como consequência do uso de álcool, mas o álcool pode provocar sangramento, se houver outros problemas, como feridas abertas, lesões e problemas de coagulação. Os pacientes que usam aspirina e terapia anticoagulante devem evitar o consumo de álcool, já que pode potencial dos efeitos destes medicamentos.

Em conclusão, isto pode causar sangramento no trato gastrointestinal ou piorar a hemorragia causada por outros fatores. Embora os cientistas discutem sobre os efeitos benéficos do consumo moderado de álcool (um copo por dia), todos estão de acordo em que, mais do que isso é ruim para a saúde humana.