O que fazer para ter dentes e gengivas saudáveis?

By | Março 15, 2019

É necessária uma boa higiene bucal para manter os dentes e gengivas saudáveis. Esses são hábitos como escovar duas vezes ao dia e realizar exames dentários regulares.
No entanto, a saúde bucal é mais do que cáries e doenças gengivais. A pesquisa mostrou que existe uma associação entre a saúde da boca de uma pessoa e sua saúde geral. Especialistas acreditam que os problemas de saúde bucal são um fardo global para a saúde.

Sem tratamento, problemas nas cáries ou nas gengivas podem causar dor, problemas de autoconfiança e perda de dentes. Esses problemas podem levar à desnutrição, problemas de fala e outros desafios no trabalho, na escola ou na vida pessoal de uma pessoa.

As pessoas podem evitar esses problemas com atendimento odontológico adequado, tanto em casa quanto no dentista. A seguir, são apresentadas algumas das melhores práticas que podem manter os dentes e as gengivas saudáveis.

O que fazer para ter dentes e gengivas saudáveis?

O que fazer para ter dentes e gengivas saudáveis?

1 Escove regularmente, mas não de forma agressiva

A maioria das pessoas sabe que escovar os dentes duas vezes ao dia é uma das práticas mais importantes para eliminar a placa bacteriana e as bactérias e manter os dentes limpos. No entanto, a escovação só pode ser eficaz se as pessoas usarem a técnica correta.

As pessoas devem escovar usando pequenos movimentos circulares, tomando cuidado para escovar a frente, as costas e a parte superior de cada dente. Esse processo leva entre minutos 2 e 3. As pessoas devem evitar movimentos para a frente e para trás.

Escovar com muita força ou usar uma escova de cerdas duras pode danificar o esmalte e as gengivas dos dentes. Os efeitos disso podem incluir sensibilidade dentária, danos permanentes ao esmalte protetor nos dentes e erosão das gengivas.

A Dental Association (AD) recomenda o uso de uma escova de dentes com cerdas macias. Eles também afirmam que as pessoas devem trocar a escova de dentes a cada mês do 3 ou quando as pontas começam a parecer desgastadas, o que ocorrer primeiro.

2 Use fluoreto

O fluoreto vem de um elemento no solo da terra chamado fluoreto. Muitos especialistas acreditam que o flúor ajuda a prevenir a cárie dentária e é um ingrediente comum em creme dental e enxaguatório bucal.

No entanto, alguns produtos dentários não contêm flúor e algumas pessoas não o utilizam.

As evidências sugerem que a falta de flúor pode levar à cárie dentária, mesmo que uma pessoa cuide de seus dentes de outra maneira. Uma revisão recente descobriu que escovar e usar fio dental não impede que uma pessoa tenha cáries se não usar flúor.

Muitas comunidades adicionaram fluoreto ao seu abastecimento de água. Várias organizações recomendam essa prática, incluindo a Organização Mundial de Saúde (OMS), os Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) e o AD.

As pessoas podem descobrir se a água em sua área contém flúor entrando em contato com o governo local. Os filtros de água de osmose reversa removem o flúor e as pessoas que usam água de poço precisam verificar os níveis de flúor nessa água para descobrir quanto está presente. Muitas marcas de água engarrafada não contêm flúor.

3 Thread uma vez por dia

O uso do fio dental pode eliminar a placa bacteriana e os bactérias entre os dentes, onde a escova não pode alcançar. Também pode ajudar a prevenir o mau hálito, eliminando resíduos e alimentos presos entre os dentes.

Embora estejam faltando estudos de longo prazo que mostrem que o uso do fio dental é benéfico, a DA continua a recomendá-lo. O CDC também afirma que as pessoas devem usar fio dental.

A maioria dos profissionais de saúde dentária recomenda empurrar suavemente o fio para a linha da gengiva antes de abraçar a lateral do dente com movimentos de cima para baixo. É importante evitar passar fio dental para cima e para baixo entre os dentes, o que pode causar dor e não removerá a placa tão eficazmente.

4 Consulte um dentista regularmente

Os especialistas recomendam que as pessoas visitem um dentista a cada mês do 6 para um check-up. Durante um exame odontológico de rotina, um higienista limpa os dentes e remove a placa bacteriana e o tártaro endurecido.

O dentista procurará sinais visuais de cárie dentária, doenças gengivais, câncer de boca e outros problemas de saúde bucal. Às vezes, eles também podem usar raios-x dentais para detectar cáries.

Os resultados de um estudo recente confirmaram que crianças e adolescentes devem procurar um dentista a cada mês do 6 para ajudar a prevenir a cárie dentária. No entanto, adultos que praticam boa higiene dental todos os dias e apresentam baixo risco de problemas de saúde bucal podem passar com menos frequência.

Os autores de uma revisão recente afirmam que são necessários mais estudos de alta qualidade para confirmar a frequência ideal de exames dentários.

As pessoas podem conversar com seu dentista sobre quantas vezes eles precisam de um check-up. A resposta pode variar com base no histórico de saúde de uma pessoa, idade e saúde bucal em geral. No entanto, qualquer pessoa que perceba alterações na boca deve visitar um dentista.

5 Não fumar

Fumar danifica o sistema imunológico do corpo, o que dificulta a cicatrização de tecidos, inclusive os da boca. O CDC menciona que o tabagismo é um fator de risco para doenças gengivais, enquanto o AD alerta que as pessoas que fumam podem sofrer uma cicatrização lenta após um procedimento odontológico.

Fumar também afeta a aparência da boca, que produz o amarelecimento dos dentes e da língua e pode dar um mau cheiro à respiração.

6 Considere um enxaguatório bucal

Alguns estudos indicam que certos enxaguatórios bucais podem beneficiar a saúde bucal. Por exemplo, uma revisão descobriu que o enxaguatório bucal contendo clorexidina, um ingrediente antibacteriano, ajuda a controlar a placa bacteriana e a gengivite. Enxaguatórios bucais com certos óleos essenciais também são eficazes, de acordo com uma meta-análise.

As pessoas podem querer perguntar ao seu dentista qual é o melhor enxaguatório bucal para suas necessidades individuais. Um enxaguatório bucal não pode substituir a escovação e o uso do fio dental, mas pode complementar essas práticas.

Enxaguatórios bucais que podem ajudar com o mau hálito e problemas dentários são disponível online.

7 Limitar alimentos açucarados e amidos

O consumo de açúcar pode levar à cárie dentária. Os estudos continuam a destacar o importante papel que o açúcar desempenha nos resultados adversos à saúde dental. Os culpados comuns incluem doces e sobremesas, mas muitos alimentos processados ​​também contêm açúcar adicionado.

A OMS recomenda que as pessoas limitem sua ingestão de açúcar a menos de 10 por cento de suas calorias diárias. Os autores de uma revisão sistemática concluíram que a redução para 5 por cento reduziria ainda mais o risco de cáries e outros problemas dentários.

Especialistas também afirmaram que alimentos ricos em amido, como biscoitos, pão, batatas fritas e massas, podem causar cáries. O AD explica que esses alimentos permanecem na boca e se decompõem em açúcares simples, nos quais as bactérias produtoras de ácido se alimentam. Este ácido pode causar cárie dentária.

Em vez de alimentos ricos em amido, o AD recomenda comer muitas frutas e vegetais ricos em fibras, além de laticínios sem adição de açúcar.

8 Beba água em vez de bebidas açucaradas

Bebidas adoçadas com açúcar são a principal fonte de açúcares adicionados na dieta típica. Beber refrigerante, suco ou outras bebidas açucaradas pode aumentar o risco de cárie dentária.

O AD recomenda beber água ou chá sem açúcar durante todo o dia e beber apenas bebidas açucaradas nas refeições e em pequenos volumes.

Dicas para crianças

Os dentes primários de uma criança, que as pessoas às vezes chamam de dentes de leite, são tão importantes quanto seus dentes permanentes. Os dentes de leite ajudam a criança a mastigar e conversar. Eles são espaços reservados para futuros dentes permanentes.

Se uma criança perde um dente de leite devido à cárie, isso pode prejudicar o espaço da boca e dificultar o desenvolvimento adequado do dente adulto.

Com isso em mente, é melhor introduzir um bom atendimento odontológico para crianças durante a infância. As práticas a seguir ajudarão a manter os dentes e as gengivas de uma criança saudáveis:

  • Limpe as gengivas de um bebê com um pano quente e úmido todos os dias, mesmo antes de eles terem dentes. Ao fazer isso, os açúcares nas gengivas são removidos e podem ajudar o bebê a se familiarizar com a sensação de limpar os dentes.
  • Bebês e crianças pequenas não devem ir para a cama com mamadeiras ou goles. Leite e suco contêm açúcares que podem causar cáries se permanecerem nos dentes por períodos prolongados.
  • Quando um bebê se aproxima de um ano de idade, comece a acostumar-se a um copo de gole. Procure parar de usar garrafas antes do seu primeiro aniversário.
  • Permita que as crianças bebam água de xícaras entre as refeições, mas guarde suco ou leite apenas nas refeições.
  • Quando o bebê tiver dentes, escove-os duas vezes ao dia com uma escova macia. Use uma pequena quantidade de creme dental com flúor, que não é maior que um grão de arroz. Crianças dos anos 3 aos 6 podem usar uma quantidade de creme dental do tamanho de uma ervilha.
  • Os pais ou responsáveis ​​devem escovar os dentes de seus filhos até que possam limpá-los completamente sem ajuda. Observe-os para garantir que cospem a pasta de dente.
  • Mantenha a pasta de dente fora do alcance das crianças quando não estiver em uso.
  • O AD recomenda que as crianças procurem um dentista dentro de 6 meses após o aparecimento do primeiro dente ou um ano de idade, o que ocorrer primeiro.
  • Os pais e cuidadores não devem compartilhar utensílios de cozinha com crianças ou chupetas limpas, colocando-os na boca. Ambas as ações podem transmitir as bactérias que causam cáries dentárias do adulto para a criança.

Resumo

A prática de um bom atendimento odontológico, desde a infância até a idade adulta, pode ajudar a pessoa a manter seus dentes e gengivas saudáveis. Escovar e usar fio dental diariamente, não fumar, comer uma dieta saudável e fazer exames dentários regulares podem ajudar as pessoas a evitar cáries, doenças gengivais e outros problemas dentários. Também pode beneficiar sua saúde geral.

Autor: Rafaela García

Rafaela Garcia é uma autora, escritora e editora baseada na Espanha. Com uma verdadeira paixão pela saúde e beleza, Rafaela Garcia escreveu o conteúdo de inúmeras publicações na web e impressa e gosta especialmente de compartilhar seu conhecimento com outras pessoas, devido à sua formação como professora. Ela acredita firmemente que a beleza começa por dentro e quanto mais você se cuidar fisicamente e mentalmente, melhor se verá.

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

*

* Copie esta senha *

* Digite ou cole a senha aqui *

Comentários de spam do 11.969 bloqueados até agora por Wordpress sem spam

Você pode usar tese HTML tags e atributos: <a href="" title=""> <abbr title = ""> <acronym title = ""> <b> <blockquote cite = ""> <cite> <code> <del datetime = ""> <em > <i> <q cite = ""> <s> <strike> <strong>